O que se leva

Tempo traz
O que você não esperou
Nem percebeu
Que não volta mais, viveu, passou, morreu
Tempo jaz
Misterioso num cristal
Dentro de nós
Vai regendo a orquestra
Vida, máquina
No fim só vai contar
A história que ninguém
Ousou se apropriar
Por mais que se morrer
O que se leva é amor
O que se leva
Tempo traz

Tempo vai se escoando pela (s) mão (s)
E eu vou beber
Dessa fonte, mergulhar no Rio do Amor
Lá no fundo é uma paz
É um silêncio no interior
Pra escrever meu livro
No fim só vai contar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s